Produtos

Os produtos resultantes da valorização de resíduos que se encontram disponíveis no mercado, são Materiais para Reciclar, Corretivos Orgânicos e Energia.

 

PRODUTOS DA VALORIZAÇÃO DE RESÍDUOS

 

O processo de tratamento e valorização de resíduos permite dar nova vida às matérias-primas e obter produtos que voltam a entrar no ciclo de produção e de consumo. Esta realidade dá força e demonstra a viabilidade de uma Economia Circular, que na prática permite poupar matérias-primas virgens e fomentar a utilização de matérias-primas secundárias.

 

Este processo faz parte do nosso ADN há já vários anos, com os processos produtivos concebidos e explorados para que os seus subprodutos sejam aproveitados com o máximo de eficiência.

 

 

 

 

 

 

 

ECONOMIA CIRCULAR

 

O modelo de Economia Circular dos Resíduos assume que todos os produtos e serviços têm origem em fatores da natureza e que, no final de vida útil, retomam mais uma vez à natureza através de resíduos ou através de outras formas com menos impacto ambiental.

 

No modelo circular os ciclos de vida dos produtos são otimizados – desde a conceção e desenho, aos consumos ao longo do período de vida do produto, ao processo de produção e à gestão dos resíduos que não foram possíveis de eliminar. Este modelo defende que os resíduos sejam transformados, através da inovação, em potenciais subprodutos ou outros materiais, que promovam a reutilização, recuperação e reciclagem.

 

Produtos
Energia elétrica

Na VALNOR a produção de energia é um vetor de inovação, e toda a energia produzida através dos resíduos é exportada para a Rede Elétrica Nacional.

 

Unidade de Digestão Anaeróbia

 

A unidade de Digestão Anaeróbia para além de permitir o aumento da qualidade do serviço prestado, permite também garantir o cumprimento da legislação nacional e comunitária no que se refere ao desvio de matéria orgânica de aterro, uma vez associada à Central de Valorização Orgânica, já existente, permitindo ainda obter mais-valias com a produção de energia, como o tratamento de 25.000 ton/ano de matéria orgânica e uma produção efetiva de 2.750 GW/ano.

 

 

- O que é?

 

A Digestão Anaeróbia constitui-se como um processo biológico que visa o aproveitamento da fração biodegradável dos resíduos, sendo o processo conduzido na ausência de oxigénio e tendo como produtos resultantes efluentes gasosos (dióxido de carbono e metano) e sólidos digeridos, que são posteriormente estabilizados em processos anaeróbios.

 

- Como funciona?

 

Uma vez preparada para tratar resíduos provenientes de recolha indiferenciada, pressupõe um pré-tratamento adequado. Desta forma, é efetuada uma triagem, recorrendo ao Tratamento Mecânico,  o que permite recuperar materiais passíveis de serem encaminhados para reciclagem.

O processo de Digestão Anaeróbia decorre em ambiente completamente fechado e é durante este processo que o biogás produzido é armazenado num gasómetro, sendo posteriormente convertido em energia elétrica em grupos de moto geradores.

 

Materiais para reciclar

A Valnor, recolhe e envia para reciclagem matérias primas com inúmeras possibilidades de valorização. Esta, é uma tarefa diária que inclui diversas tipologias de materiais:

 

  • Papel e Cartão;
  • Vidro;
  • Plásticos de embalagem (filme, PET, PEAD, EPS, Plásticos mistos e ECAL);
  • Metal de embalagem (alumínio e aço);
  • Plásticos não urbanos e/ou não embalagem;
  • Metais não embalagem; madeira;
  • Resíduos elétricos e eletrónicos (REEs).

Estes materiais, após serem triados nas nossas Unidades de Tratamento, são encaminhados para a indústria Recicladora.

Corretivos Orgânicos

Os Resíduos Urbanos Biodegradáveis, resíduos de cozinha, jardim e similares, são processados numa Central de Valorização Orgânica, sujeitos a um Tratamento Biológico onde, num ambiente quente, húmido e oxigenado se degradam com a ajuda de uma população de microrganismos, resultando este processo na produção de um composto que pode ser utilizado como fertilizante agrícola.

 

O Corretivo Orgânico é um produto higienizado e estabilizado, resultante da decomposição natural de matéria orgânica cujas características promovem um aumento da capacidade de retenção de águas nos solos e uma redução da necessidade de herbicidas e pesticidas, aumentando a resistência das plantas a doenças e pragas e aumentando o teor de matéria orgânica dos solos.

 

A qualidade do composto produzido assume particular importância, sendo um aspeto fundamental para a viabilidade e sucesso de todo o processo. É a mesma qualidade que faz a utilização dos corretivos orgânicos VALNOR altamente vantajosa nos principais sistemas agroflorestais, nomeadamente em culturas agrícolas, arbóreas e arbustivas, tais como, vinhas, pomares, olivais e espécies silvícolas.

Óleos Alimentares Usados

A recolha dos Óleos Alimentares Usados (OAU), é mais uma atividade da VALNOR que beneficia o ambiente. Estes, são muito prejudiciais à pureza da água e às estruturas de saneamento (ETAR), quando despejados diretamente nas redes de esgoto.

 

Através da recuperação dos OAU ocorre a diminuição das emissões de partículas de carbono e de compostos de enxofre, permitindo assim, através da sua transformação em Biodiesel, substituir parte da importação de gasóleo e, graças à sua superior capacidade lubrificante, aumentar o tempo de vida útil dos motores.

Resíduos de Construção e Demolição

Os Resíduos de Construção e Demolição (RCD’s), denominados vulgarmente como entulhos, são resíduos provenientes de obras de construção civil. Destes resíduos destacam-se entre os mais vulgares telhas, tijolos, betão, materiais cerâmicos, etc.

 

A VALNOR promove a recolha deste tipo de resíduos, encarando-os como uma matéria-prima, que se aproveitada de forma eficaz, pode gerar mais-valias. O sistema de recolha, tratamento e deposição é constituído por três tipos de infraestruturas: Contentores, Estações de Transferência e Tratamento de RCD’s e Aterro de Inertes.

 

A produção de inertes a partir da reciclagem de RCD’s é uma forma de valorização deste tipo de resíduos, que constituem hoje um problema ambiental, não só pela degradação da paisagem provocada pelo seu abandono desordenado, mas também porque implicam um maior consumo de matérias-primas não renováveis.

Sucatas

Encontra-se em funcionamento um ponto para a receção e armazenamento de sucata devidamente licenciado.

Pneus Usados

Os Pneus Usados têm múltiplas formas de valorização: 

 

- Valorização energética;

 

- Produção de betume modificado com borracha para pavimentação de estradas, campos de futebol sintéticos ou polidesportivos, pisos para zonas de recreio e lazer;

 

- Outras utilizações nas indústrias químicas, de borrachas e de plásticos.

 

A VALNOR é o único Ponto de Recolha de Pneus Usados da região, resolvendo deste modo um grave problema ambiental de dispersão de pneus pela paisagem natural.